terça-feira, 25 de Novembro de 2014



quarta-feira, 5 de Novembro de 2014

RASTREIO DIA 7 DE NOVEMBRO

35 ANOS DA FUNDAÇÃO PORTUGUESA DE CARDIOLOGIA ASSINALADOS COM RASTREIOS À POPULAÇÃO
A Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC) realiza sexta-feira, dia 7 de Novembro, entre as 14h00 e as 17h00, rastreios gratuitos à população nas instalações da sede, em Lisboa e nas delegações do Porto, Coimbra e Madeira.
Estes rastreios incidem sobre: Avaliação da Tensão Arterial; Doseamento do nível de glicemia; Avaliação do peso e da altura para calcular o Índice de Massa Corporal; Medição do Perímetro Abdominal; Aconselhamento Nutricional e Entrega de material didáctico.
A iniciativa visa assinalar os 35 anos da FPC, criada em 1979 com a principal missão de “promover a prevenção, o tratamento e a reabilitação das doenças cardiovasculares e acidentes vasculares cerebrais em todas as idades”.
Em 2012, registaram-se 32.859 óbitos por doenças do aparelho circulatório, das quais se destacam as doenças cerebrovasculares (AVC), com 12,5 %., a doença isquémica do coração com 6,5% e o enfarte agudo do miocárdio com 4,3% do total das mortes registadas.
Em Coimbra, os rastreios decorrerão na nova Sede da Delegação Centro, situada na Rua José Castilho, lote 16, r/ch (Quinta da Maia).

sexta-feira, 12 de Setembro de 2014

IMPORTANTE

A Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia vai mudar de instalações. A partir do dia 22 de Setembro, estaremos na Rua José Castilho, lote 16, r/ch (Quinta da Maia) – 3030-301 – Coimbra

segunda-feira, 2 de Junho de 2014

PIAF

A Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia informa que se encontram abertas, até dia 15 de junho, as inscrições para o Programa de Iniciação à Actividade Física (PIAF).
Este Projecto, que está a ultrapassar os objectivos esperados, destina-se a homens e mulheres, com idades compreendidas entre os 16 e os 75 anos, que apresentam obesidade ou excesso de peso e/ou diabetes. 
As sessões de Educação para a Saúde e as de Actividade Física, do programa PIAF, decorrem no Comando da Brigada de Intervenção, no Aquartelamento de Sant’Ana, quatro vezes por semana, das 18:00 ás 19:30 horas.
Para se inscrever basta ligar para a Fundação Portuguesa de Cardiologia: 239 838 598 ou 962 038 875/ 6/8, ou enviar um e-mail para programapiaf@gmail.com.
Aguardamos a sua inscrição!
 “Mexa-se” antes que perca a oportunidade de “vir dar uma volta” connosco.

quinta-feira, 22 de Maio de 2014

JANTAR ANIVERSÁRIO

A Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia, realiza, amanhã, na Quinta do Loreto, Coimbra, pelas 18h30, o Jantar do seu XIV Aniversário.
Seria para nós extremamente tê-lo (a) junto a nós, saboreando o saudável e mediterrânico menu e simultaneamente, contribuindo com a sua divulgação para ajudar a reduzir aquele que, ainda, é o maior flagelo global – as Doenças Cardiovasculares.

Com os nossos melhores cumprimentos

Prof. Doutor Polybio Serra e Silva
Presidente

quinta-feira, 15 de Maio de 2014

HOMENAGEM DR. AURÉLIO REIS

A Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia, a  Brigada de Intervenção e a Associação dos Antigos Tunos da Universidade de Coimbra irão prestar, no próximo dia 18, pelas 17 horas e no Aquartelamento de Sant`Anna, uma justíssima Homenagem ao Decano do Fado de Coimbra, Dr. Aurélio Reis, durante um espectáculo em que se farão ouvir a Fanfarra da Brigada de Intervenção,  Orquestra da AATUC e o Grupo de Fado Raízes de Coimbra.
A entrada é livre. Apareça e Traga um Amigo Também!

terça-feira, 13 de Maio de 2014

COLABORE COM A FUNDAÇÃO PORTUGUESA DE CARDIOLOGIA


Segundo a World Heart Federation, as doenças do coração são a principal causa de morte nas mulheres. Anualmente, mais de 8,6 milhões de mulheres morrem vítimas de doenças cardiovasculares em todo o mundo, o que representa cerca de uma morte por minuto.
Em Portugal, a realidade é semelhante! As doenças do coração são responsáveis por 35% das mortes nas mulheres portuguesas. Perdem-se vidas precocemente! Mães, filhas, avós, pessoas que nos são queridas, que muitas vezes sucumbem inesperadamente.
A Fundação Portuguesa de Cardiologia luta há mais de 34 anos para combater estes números, através de campanhas de prevenção e sensibilização junto da população portuguesa, alertando para importância e imperatividade de adoptar um estilo de vida saudável.
Neste âmbito, o movimento Mulheres de Vermelho tem-se destacado. O envolvimento de diversas figuras públicas em múltiplas iniciativas ao longo do ano tem contribuído para uma maior eficácia das nossas mensagens dirigidas a este grupo da população.
Assim, a Fundação Portuguesa de Cardiologia gostaria de contar, uma vez mais, com V. Exa. numa outra forma de colaborar e apoiar as nossas campanhas. Ao efectuar a sua Declaração de IRS atribua 0,5% do valor liquidado do seu IRS à nossa causa. Para tal, quando preencher o modelo 3 da sua Declaração, deverá indicar o nome da Fundação Portuguesa de Cardiologia e o NIPC – 500 936 994, no campo reservado para o efeito. Deste modo, o valor será automaticamente canalizado para a Fundação, sem quaisquer encargos para si.
Na luta por Corações Saudáveis todos contam e nós contamos consigo!


quinta-feira, 19 de Dezembro de 2013

SANTO E FELIZ NATAL


PIAF

Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia informa que se encontram abertas as inscrições para mais um ciclo do seu Programa de Iniciação à Actividade Física (PIAF).
Este Projecto, que está a ultrapassar os objectivos esperados, destina-se a homens e mulheres, com idades compreendidas entre os 16 e os 75 anos, que apresentam obesidade ou excesso de peso e/ou diabetes. 
As sessões de Educação para a Saúde e as de Actividade Física, do programa PIAF, decorrem no Comando da Brigada de Intervenção, no Aquartelamento de Sant’Ana, quatro vezes por semana, num horário a definir.
Para mais esclarecimentos e para se inscrever basta ligar para a Fundação Portuguesa de Cardiologia: 239 838 598 ou 962 038 875/ 6, ou enviar um e-mail para programapiaf@gmail.com
Aguardamos a sua inscrição!
 “Mexa-se” antes que perca a oportunidade de “vir dar uma volta”connosco.

sexta-feira, 25 de Outubro de 2013

quinta-feira, 3 de Outubro de 2013

15º Simpósio Anual da Fundação Portuguesa de Cardiologia

Integrado no âmbito das comemorações do nosso aniversário, vai ter lugar o “15º Simpósio Anual da Fundação Portuguesa de Cardiologia”.

Esta reunião científica irá decorrer em Lisboa no Hotel Altis (Rua Castilho), no próximo dia 22 de Novembro de 2013, Sexta-Feira, pelas 09:00 horas.

Vem a Fundação Portuguesa de Cardiologia convidar V. Exa., a estar presente nesta reunião, o que será um grande estímulo para nós.

A seguir a esta Reunião irá realizar-se o 23º Encontro dos Conselhos da Fundação Portuguesa de Cardiologia, que terá lugar no mesmo local, no Hotel Altis, no dia 22 de Novembro de 2013, Sexta-Feira, pelas 14:30 horas.


Ficando a aguardar uma resposta de V. Exa., aproveitamos para apresentar os nossos melhores cumprimentos,



Prof. Doutor Manuel Oliveira Carrageta
                   Presidente

quarta-feira, 18 de Setembro de 2013

DIA MUNDIAL DO CORAÇÃO

Uma vez que o Dia Mundial do Coração é, internacionalmente, comemorado no dia 29 de Setembro, que este ano casualmente coincide com as eleições autárquicas, resolveu a Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia em parceria com CMC, IPDJ, ADETOCO, Brigada de Intervenção, CLUVE, Fundação Inatel, Jardim Botânico da Universidade de Coimbra realizar, no dia 19 pelas 11 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Coimbrauma Conferência de Imprensa onde os media serão informados do nosso figurino, já desenhado, para marcar bem uma data que tanto significado tem para a Fundação Portuguesa de Cardiologia, enquanto representante, em Portugal, da World Heart Federation.
Contamos com a vossa inestimável presença.

Prof. Doutor Polybio Serra e Silva
Presidente

sexta-feira, 10 de Maio de 2013

XIII JORNADAS CIENTIFICAS

Informamos que a Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia vai realizar, amanhã, dia 11 de Maio as suas XIII Jornadas Cientificas “ A Tinir…Como Prevenir?”, com inicio às 9h, na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra – Pólo A, Av. Bissaya Barreto.

segunda-feira, 7 de Janeiro de 2013


sexta-feira, 21 de Dezembro de 2012

FESTAS FELIZES


SANTO NATAL

quarta-feira, 12 de Dezembro de 2012


A Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia, informa que no próximo dia 14 de Dezembro, pelas 11 horas vai assinar um Protocolo de Colaboração com a GanhaSorriso, serviços Médicos, Lda, sita na Urbanização da Faia, Lt B3 / LJ A em Condeixa – a – Nova.

A assinatura do Protocolo irá ser nas instalações da GanhaSorriso.

terça-feira, 11 de Dezembro de 2012

REUNIÃO DIA 20 DE DEZEMBRO


Dadas as Agendas sobrecarregadas, nesta data festiva resolvemos, "para matar dois coelhos com a mesma cajadada",   adiar a Reunião de Direcção para o próximo dia 20 de Dezembro (5ª feira), podendo imbuir este Encontro de algumespírito Natalício, entre os Elementos da Direcção, antecipando a hora da reunião para as 19 horas, dando-nos oportunidade de, antes e durante a reunião, degustar algo de gastronómico e espiritual.

 Agenda para a reunião:

1.      Leitura e Aprovação da Ata anterior
2.    Informações
3.    Eleições para os Órgãos Sociais
4.     13ª Jornadas
5.    Novos Projectos para 2013
6.    Momento Natalício

Se, porventura, tiver algum ponto que julgue oportuno e queira acrescentar, agradecemos que nos informe de tal e esperamos que já traga ideias para dar a quando da apresentação do ponto 5 da Agenda.

terça-feira, 6 de Novembro de 2012

REUNIÃO DE DIRECÇÃO

Vimos relembrar que a próxima Reunião de Direcção está agendada para 5ª feira, dia 08 de Novembro, pelas 21 horas, na Sede desta Delegação, com a seguinte Agenda.
Se, porventura, tiver algum ponto que julgue oportuno e queira acrescentar, agradecemos que nos informe de tal.

1.       Leitura e Aprovação da Ata anterior
2.    Informações
3.    14 de Novembro - Dia Mundial da Diabetes – Lisboa e Coimbra
4.    17 de Novembro – Dia Mundial do Não Fumador – Conferência de Imprensa “ Liga contra o Cancro” - Seia
5.    19 de Novembro – Comemoração do Dia Mundial do Não Fumador - Esc. José Falcão – 9h 30
- Escola Secundária José Falcão
              - Escola Secundária Martim de Freitas
         - Escola Secundária Eugénio de Castro
              - “5 ao Dia” Esenfc, Mac
6.    20 de Novembro – Entrega do Prémio “ Promoção Coração São” – Quinta das Lágrimas, 17 horas.
    7.Jantar de Natal

segunda-feira, 8 de Outubro de 2012

Reunião de Direcção

Vimos relembrar que a próxima Reunião de Direcção está agendada para a próxima 5ª feira, dia 11 de Outubro, pelas 21 horas, na Sede desta Delegação, com a seguinte Agenda:
  1. Leitura da Ata anterior
  2. Informações
  3. Dia Mundial do Coração – Avaliação
  4. Dia Mundial do Não Fumador – 19 de Novembro
  5. Participação na Conferência de Imprensa da Liga conta o Cancro – Seia – 19 de Novembro
  6. Dinamização do Espaço no Mercado D. Pedro V – 6ªs feira – Manhã
  7. Peditório Mês de Dezembro – Centro Comercial Dolce Vita e Fórum
  8. Encontro dos Conselhos – Lisboa

segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

REUNIÃO DE DIRECÇÃO


Por instruções do Senhor Prof. Doutor Polybio Serra e Silva, vimos, por este meio, relembrar a realização da reunião de direcção, no próximo dia 13 de Setembro, na Delegação Centro (DC), com início às 21:00 horas, com qualquer número de elementos, finalizando, impreterivelmente, às 23:00 horas, à qual juntamos a agenda respectiva:

  1. Leitura e aprovação da acta anterior
  2. Informações
  3. PIAF – Ponto da Situação
  4. Dia Mundial do Coração
  5. Racionalização das Despesas

terça-feira, 10 de Julho de 2012



Caro Amigo(a)
Atendendo a que se realizou uma Reunião Extraordinária da Direcção, no passado dia 03 de Julho e que, em Agosto, não haverá Reunião Ordinária, parece razoável adiar, a próxima Reunião, para uma data mais próxima do fim do mês, razão porque vimos, por este meio, informar da realização da próxima Reunião Ordinária de Direção, no próximo dia 26, não 2ª, mas 4ª quinta-feira do mês, na Delegação Centro (DC), com início às 21:00 horas,
Uma vez que, nesta Reunião, será também considerado o motivo que despoletou a referida Reunião extraordinária chamamos a atenção, a todos os elementos Diretores, no sentido de os alertar para a necessidade dum quórum pontual, sem o que corremos o risco de não poder, atempadamente, ultimar o trabalho em curso.
Fico com a confiante certeza de que todos irão estar, pontualmente, presentes.
Um Abraço Amigo
Polybio Serra e Silva

quarta-feira, 23 de Maio de 2012


quinta-feira, 10 de Maio de 2012

XII JORNADAS


Nos próximos dias 11 e 12, a Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia vai “ Prever para Prover” nas suas XII Jornadas que decorrerão na Quinta das Lágrimas em Coimbra, sendo para nós extremamente gratificante poder contar com a Vossa presença se não em tempo completo, pelo menos naAbertura Solene que tem lugar pelas 11 horas do dia 11. Juntamos um Programa das Jornadas, com o pedido duma possível divulgação bem como se possível um futuro comentário às conclusões tiradas dum Evento que, à partida nos parece ser prometedor.

Com os nossos melhores cumprimentos

Prof. Doutor Polybio Serra e Silva
Presidente




Av. Sá da Bandeira, 52-1º
3000-350 Coimbra

Tel.: 239838598
Fax: 239827996
Tlm: 962038878/76/75
E-mail: fpc-centro@netcabo.pt   

segunda-feira, 7 de Maio de 2012

Reunião de Direcção - 14 de Junho


Meus Caros Amigos

Uma vez que a 2ª 5ª feira deste mês é véspera do início das nossas Jornadas e todos os restantes dias estão muito sobrecarregados com Eventos diversos proponho que não se efectue a reunião de direcção de Maio.
A próxima reunião se concordar será, portanto, no próximo dia 14 de Junho (2ª 5ª feira).
Se porventura entender que há algo de urgente para resolver que justifique, entretanto, uma reunião extraordinária, agradeço que, o mais rapidamente possível, me dê conhecimento.

Um Abraço muito Amigo

Polybio Serra e Silva

sexta-feira, 27 de Abril de 2012

10º PIAF


"A Fundação Portuguesa de Cardiologia vem informar que estão abertas, até ao dia 4 de maio, as inscrições para o seu 10º PIAF.
O PIAF é um Programa de Iniciação à Actividade Física que se destina a homens e mulheres, com obesidade ou excesso de peso e idade compreendida entre os 16 e os 75 anos.
As sessões de educação para a saúde e as de atividade física, do programa PIAF, decorrem no Comando da Brigada de Intervenção, no Aquartelamento de Sant’Ana, quatro vezes por semana, à segunda, terça, quarta e sexta-feira, das 18.00h às 19.30h, exceto à terça, em que terá lugar das 16.30h às 18.00h.
Para se inscrever basta ligar para a Fundação Portuguesa de Cardiologia, contacto: 239 838 598 ou 962 038 875/ 6/8, ou, então, enviar um e-mail para programapiaf@gmail.com.
A frequência neste Programa pressupõe, simplesmente, a inscrição na Liga de Amigos da Fundação Portuguesa de Cardiologia com um valor simbólico de 25.00€ anuais.
Aguardamos a sua inscrição! Até Maio!
 “Mexa-se mais, vá dar uma volta, porque parar é morrer!”"

quarta-feira, 18 de Abril de 2012

XII ANIVERSÁRIO


 O Presidente da Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia, tem a honra de convidar V. Exa. a estar presente no Jantar do XII Aniversário desta Delegação que vai ter lugar, pelas 21 horas, do próximo dia 27 de Abril, no Restaurante Albatroz (Fornos- Torres de Vilela).

Agradecemos, por favor, a Sua confirmação até ao próximo dia 24 (3ª feira) – Preço por Pessoa, 15€

Desde já e do Fundo do Coração contamos com a Sua presença

 Polybio Serra e Silva
Presidente

terça-feira, 10 de Abril de 2012


Vimos relembrar a realização da próxima reunião de direcção, de Abril, para o dia 12, 2ª quinta-feira do mês, na Delegação Centro (DC), com início às 21:00 horas, com qualquer número de elementos, e final, impreterivelmente, às 23:00 horas, à qual juntamos a agenda respectiva:

Leitura e aprovação das 2 atas das sessões anterior
Informações
Aniversário da Delegação Centro
XII Jornadas – Estado da arte
PIAF Jovem
Maio – Mês do Coração
Proposta de participação com o PIAF na Festyjovem

Com os nossos melhores cumprimentos

    Dra. Maria Aurora Branquinho

segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2012

REUNIÃO DE DIRECÇÃO


Vimos, por este meio, relembrar a realização da próxima reunião de direcção, de Fevereiro, para o dia 09, 2ª quinta-feira do mês, na Delegação Centro (DC), com início às 21:00 horas, com qualquer número de elementos, e final, impreterivelmente, às 23:00 horas, à qual juntamos a agenda respectiva:

  1. Leitura e aprovação da acta anterior
  2. Informações
  3. Informática
  4. Promoção “Coração São”
  5. Rastreios: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
  6. XII Jornadas Científicas: “Prever para Prover”
  7. Jantar de Aniversário: 27 de Abril 2012
  8. Palestras
a)      15 de Fevereiro : Biblioteca Municipal Manuel Alegre “ Riscos da obesidade na adolescência”
b)      23 de Fevereiro: Dia da Saúde em Pombal: 6 sessões contínuas para o 6º ano

  1. PIAF
a)      Sr. Octávio Dias

Próxima Reunião: 08 de Março (2ª quinta feira do mês)

quinta-feira, 1 de Dezembro de 2011

segunda-feira, 7 de Novembro de 2011

REUNIÃO DE DIRECÇÃO


Vimos lembrar a realização da próximaReunião de Direcção, de Novembro, para o dia 10, 2ª quinta-feira do mês, na Delegação Centro (DC), cominício às 21:00 horas, com qualquer número de elementos, e final, impreterivelmente, às 23:00 horas, à qual juntamos a agenda respectiva:


AGENDA

  1. Leitura e aprovação da acta anterior
  2. Informações
  3. Recursos Humanos: Dra. Diana Alves
                                 Graça Branco
  1. ESEnfC
  2. Rastreios na DC: 14 de Novembro: (Dia Mundial da Diabetes)

                             17 de Novembro: (Dia Nacional do NÃO Fumador)

  1. 17 de Novembro: Palestra COFANOR (Faculdade de Farmácia)

  1. Jantar de Natal

Próxima Reunião: 15 de Dezembro (3ª terça-feira do mês)

segunda-feira, 10 de Outubro de 2011

Vimos, por este meio, relembrar a realização da próxima Reunião de Direcção, de Outubro, para o dia 13, 2ª quinta-feira do mês, na Delegação Centro (DC), com início às 21:00 horas, com qualquer número de elementos, e final, impreterivelmente, às 23:00 horas, à qual juntamos a agenda respectiva:

AGENDA

Leitura e aprovação da acta anterior

Informações

Recursos Humanos: Dra. Diana Alves / PIAF

DIA MUNDIAL DO CORAÇÃO – 2 de Outubro



• Concerto Solidário



• Cartas de Agradecimento



• Execução do DVD

domingo, 25 de Setembro de 2011

quarta-feira, 21 de Setembro de 2011

CONCERTO SOLIDÁRIO


O Coimbra Canal vai transmitir em directo para todo o Mundo através da Internet, dia 2 de Outubro pelas 20:30 horas, o Concerto Solidário organizado pela Associação dos Antigos Tunos da Universidade de Coimbra, que reverte a favor da Fundação Portuguesa de Cardiologia-Delegação Centro que conta com a participação do Grupo Coral Juvenil Cantemus, da Escola de Ballet da ACM, da Orquestra de Tangos e da Orquestra dos Antigos Tunos da Universidade de Coimbra e com a participação dos tenores Paulo Amador e Giovanni D’Amore. A apresentação estará a cargo de Sansão Coelho.

segunda-feira, 27 de Junho de 2011

segunda-feira, 6 de Junho de 2011

REUNIÃO DE DIRECÇÃO

Vimos por este meio relembrar a realização da próxima reunião de direcção, de Junho, para o dia 06, 2ª quinta-feira do mês, na Delegação Centro (DC), com início às 21:00 horas, com qualquer número de elementos, e final, impreterivelmente, às 23:00 horas, à qual juntamos a agenda:


1. Leitura e aprovação da acta anterior

2. Informações: (Grande Forno; Candidatura “Projecto Q3”_ Sr. Jorge Cunha)

3. Avaliação do evento no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

4. PIAF – Instalações

5. Caminhada 19 de Junho

6. I Feira de Caça e Pesca na Carapinheira – 17, 18 e 19 de Junho

7. Pedidos de colaboração_Palestras da DC / Distribuição de tarefas

8. INEM

terça-feira, 24 de Maio de 2011

sexta-feira, 4 de Março de 2011

XI JORNADAS

 

sexta-feira, 28 de Janeiro de 2011

XI JORNADAS ALERTAR E NÃO ALARMAR

 

FUNDAÇÃO PORTUGUESA DE CARDIOLOGIA

DELEGAÇÃO CENTRO

05 e 06 de Maio de 2011
Quinta das Lágrimas
Coimbra


PRESIDENTE
Polybio Serra e Silva
SECRETÁRIO-GERAL
Armando Gonsalves
COMISSÃO ORGANIZADORA
Águeda Gonçalves
António Carvalho
Aurora Branquinho
Carlos Prior
Eduardo Castela
Felisberta Leal
Frederico Teixeira
Manuel Teixeira Veríssimo
Maria Amélia Sequeira
Maria Zaida Fernandes
Marina Montezuma
Marília Pereira
Raúl Martins


PATROCINIO CIENTÍFICO
Ordem dos Médicos
Fundação Portuguesa de Cardiologia
Delegação Centro
Av. Sá da Bandeira, 52 – 1.º
3000 – 350 COIMBRA
239 838598
239 827996
96 2038875/6/8
E-mail: fpc-centro@netcabo.pt

PATROCÍNIOS
Atral Cipan
CPH Pharma
Instituto BECEL
Merck Sharp & Dohme


APOIOS
Museu do Pão – Seia

PROGRAMA PROVISÓRIO

Dia 05/05/2011 – 5ª feira
08H30 – ABERTURA DO SECRETARIADO
09h00 – 3 CASOS CLÍNICOS CLINICA GERAL
Painel de Discussão: Carlos Teixeira, Maria Prazeres
Francisco, Maria João Trindade e Orientador do Interno
de Clínica Geral
10h30 – Intervalo
11h00 – ABERTURA SOLENE
11H30 – CONFERÊNCIA DE ABERTURA
Presidentes: Polybio Serra e Silva, José Manuel Silva e
João Lopes Gomes
REABILITAÇÃO CARDÍACA:
UM CONCEITO DE EXCELÊNCIA EM PREVENÇÃO
Manuel Carrageta
12h00 – MESA REDONDA
Presidente: Marília Pereira
Moderador: Eduardo Castela
O CORAÇÃO NÃO TEM IDADE
Diagnóstico de Cardiopatias no Feto— Graça Sousa
Cardiologia de Intervenção- Particularidades na
Idade Pediátrica— António Pires
A Criança Cardiopata e o Desporto - Isabel Santos
13h00 – Almoço de Trabalho
14h30 – PAINEL
Presidente: Mário Rui Ferreira
Comentadores: Bernardes Correia, Francisco Parente,
Aurora Branquinho
COMO ATINGIR NÍVEIS IDEAIS DE COLESTEROLEMIA
Manuel Teixeira Veríssimo
15.30 – CONFERÊNCIA
Presidentes: Manuel Almeida Ruas e Fernando Santos
OBESIDADE E DIABETES
Francisco Carrilho
16h00 – Intervalo
16h30 – CONFERÊNCIA
Presidente: Frederico Teixeira
HTA NO IDOSO E NO DIABÉTICO
NOVOS CONCEITOS TERAPÊUTICOS
João Maldonado
17h00 – MESA REDONDA
Presidente: Polybio Serra e Silva
Moderador: Carlos Marzagão
ACTIVIDADE FÍSICA E RCV NO CICLO DA VIDA
Crianças e Jovens - Cláudia Minderico
Adultos - Luis Sardinha
Idosos - Raul Martins
18h00-CONFERÊNCIA
Presidentes: João Morais e Miguel Ventura
FIBRILHAÇÃO AURICULAR: PERSPECTIVAS TERAPÊUTICAS
Carlos Catarino
Dia 06/05/2011 – 6ª feira
09h00 – 3 CASOS CLÍNICOS HOSPITALARES
Painel de Discussão: José Ávila, Borges Alexandrino, Diniz
Vieira e Orientador do Interno Hospitalar
10h30 – Intervalo
11h00 – MESA REDONDA
Presidente: Luiz Miguel Santiago
Moderador: José Alves de Moura
DIABETES E RISCO CARDIOVASCULAR: NOVOS CONCEITOS
José Pereira de Moura
Polybio Serra e Silva
12h00 - MESA REDONDA
Presidente: Massano Cardoso
Moderador: Teixeira Veríssimo
O COMPORTAMENTO MEDITERRÂNICO NAS VERTENTES DA
SESTA, AZEITE E VINHO
Anabela Pereira
Polybio Serra e Silva
13h00 – Almoço de Trabalho
14h30 – MESA REDONDA
Presidente: Armando Gonsalves
Moderador: Nuno Quintal
DOENÇA CORONÁRIA ESTÁVEL:
DO DIAGNÓSTICO À TERAPÊUTICA
Epidemiologia e Fisiopatología da DC – João Pais
Modos de Apresentação e Diagnóstico das DCMaria
Carmo Cachulo
Estratificação de Risco e Terapêutica Farmacológica da Angina
Estável - Manuela Vieira
Terapêutica de Revascularização da Angina Estável -
Victor Matos
15h30 – MESA REDONDA
Presidentes: Regina Pimentel e João Lopes Gomes
Moderador: António Carvalho
A IMPORTÂNCIA DA DESFIBRILHAÇÃO AUTOMÁTICA EXTERNA
NA CADEIA DE SOBREVIVÊNCIA
Cadeia de Sobrevivência - Severino Oliveira
Desfibrilhação Automática Externa - Armando Gonsalves
16h30 – Intervalo
17h00 – APRESENTAÇÃO ORAL E DISCUSSÃO DE POSTERS
18h00 – TÊM A PALAVRA OS NÚCLEOS
Presidente: Polybio Serra e Silva
Comentadores: Aurora Branquinho, Jorge Antunes
19h00 - ENCERRAMENTO DAS JORNADAS

quarta-feira, 12 de Janeiro de 2011

PIAF CONTINUA







Nas instalações do PARQUE DE CAMPISMO DE COIMBRA foi feita a análise da acção desenvolvida pelo PIAF até agora e lançadas ideias para o futuro.
PIAF que , segundo os depoimentos dos presentes foi um exito e tal como o desejam, vai continuar a ser na sua próxima edição.

sexta-feira, 7 de Janeiro de 2011

DIA 10, 2ª FEIRA - CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

Atingido o final da primeira parte “fase piloto” do nosso PIAF (Programa de Iniciação à Actividade Física) e começando de imediato, simultaneamente, com o PIAF de manutenção, resolvemos fazer, no próximo dia 10, 2ª feira, pelas 17h30m, no Parque de Campismo de Coimbra, à semelhança das duas anteriores, uma nova Conferência de Imprensa, na qual teríamos muito gosto em vos ver representados.

quarta-feira, 13 de Outubro de 2010

ANIVERSÁRIO DO CLUVE


COMEMORAÇÕES DO
VIGÉSIMO ANIVERSÁRIO
DO CLUVE
Numa breve retrospectiva destes 20 anos de existência é importante situar os alicerces dum posicionamento que caracteri-zou os objectivos do CluVe.
Considerou-se que o atletismo era uma via robusta a uma sociedade onde todos devem ter acesso à prática desportiva.
Obviamente que os mais jovens e os menos jovens (veteranos) não eram privilegiados com a devida acuidade . Se envidássemos esforços em reunir esta faixa etária mais idosa quer nas vertentes do lazer, manutenção mas também em competição de acordo com grupos de idade, poderíamos "rejuvenescer o universo" dos agentes desportivos.
Este princípio dar-nos-ia a possibilidade de aumentar o número de praticantes entre os quais os ex-atletas, os que estavam a terminar o percurso habitual dos atletas seniores, os que não praticavam mas que encontravam uma modalidade com multiplicidade de disciplinas com características diferentes susceptíveis de serem compatíveis com a disponibilidade física e mental de qualquer cidadão.
Este roteiro desportivo aliava ainda um importante contributo para o desporto que consistia em recuperar ou recrutar novos dirigentes, árbitros (juízes),técnicos e até sensibilizar pessoas, que no âmbito familiar tivessem uma atitude mais positiva no processo educativo através da prática desportiva e dos seus valores éticos e sociais.
E aqui estamos, com humildade mas também conscientes da validade do trabalho de todos os que se empenharam ao longo destes 20 anos, a afirmar que vamos continuar com a colaboração e amizade dos que em nós acreditaram.
PROGRAMA GERAL
FORUM DO DESPORTO (2ª Apresentação)
23 de Outubro - Sábado - 15.00 horas
Auditório da Casa Municipal da Cultura
de Coimbra

Professor Doutor Polybio Serra e Silva
"Obesidade... O prazer à mesa"
Professor Doutor Páscoa Pinheiro
"Lesão muscular no atleta veterano"
Dr. Carlos Gomes
(Academia Olímpica de Portugal)
"O nosso atletismo - Os atletas portugueses
nos jogos olímpicos e seu interesse
na sociedade portuguesa"
Após as comunicações seguir-se-á um debate
com envolvimento dos presentes.
GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO
31 de Outubro - Domingo - 10.00 horas
Escola Superior Agrária - bencanta coimbra
(em circuito fechado)
Provas para todos os escalões a partir da
categoria de benjamins
JANTAR DO ANIVERSÁRIO - 20 ANOS
19 de Novembro - Sexta-feira - 20.00 horas
Angocar 2010

DIA MUNDIAL DO CORAÇÃO EM IMAGENS












segunda-feira, 6 de Setembro de 2010

quarta-feira, 7 de Abril de 2010

sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

TRIGLICERÍDEOS PÓS-PRANDIAIS


Triglicerídeos pós- prandiais
Polybio Serra e Silva
Está cada vez mais arreigada a ideia de que não só o colesterol, que para além de factor de risco poderemos considerar como causa da aterosclerose, mas também os triglicerídeos têm um papel importante como factor agressivo da parede arterial.
Actualmente parece podermos, de acordo com o parecer de alguns autores, afirmar que uma elevação dos níveis de triglicerídeos, associada à redução dos valores do colesterol das HDL (“bom colesterol”) e ao aumento do colesterol das LDL (“mau colesterol”), pode ser considerada como uma “tríade mortal”.
Entendemos portanto que, tal como rotineiramente fazemos com o colesterol devemos dosear, também frequentemente, os triglicerídeos.
Acontece porém que, enquanto que a dosagem dos valores do colesterol não obriga a uma situação de jejum, o mesmo não acontece com os triglicerídeos que exigem um jejum de, pelo menos, 12 horas, o que nos impossibilita de os incluir nos nossos Rastreios de rua (população em geral) onde, habitualmente, as pessoas já ingeriram algum alimento.
Daí a necessidade, até porque nós estamos muito mais tempo, ao longo do dia, em situação pós-prandial, de saber como se comportam os triglicerídeos algumas horas depois de uma refeição.
Na literatura internacional, actualmente, praticamente nada há escrito sobre tal assunto, o que nos levou a pensar em estudar este problema.
Aproveitando a Parceria entre a Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia e a Cognitaria de S. Jorge de Milréu, onde se integra a Universidade Vasco da Gama que, neste caso, pode representar uma comunidade fechada, que nos permite sensibilizar e seguir de perto os voluntários que se proponham colaborar, resolvemos levar a efeito um estudo em que os triglicerídeos são doseados em Jejum, 2 e 4 horas após a ingestão de uma refeição rica em gordura e igual para todos os intervenientes.
Estamos convencidos que, com semelhante atitude, vamos levar a efeito um trabalho pioneiro que muito poderá contribuir para a prevenção das doenças cardiovasculares que continuam a ser a maior causa de morbilidade e mortalidade em Portugal.
O estudo, que teve início, com sucesso, no Mosteiro de S. Jorge de Milréu (Universidade Vasco da Gama), pelas 09:00 horas do passado dia 03 de Novembro, de 2009, e envolveu 28 indivíduos dos dois sexos, vai recomeçar, muito brevemente, dado o empenho das duas Instituições, logo que termine o processo de sensibilização, já em curso, do tecido humano que se propõe integrar, voluntariamente, este trabalho de investigação.

COLESTEROL

COLESTEROL
“ O DIABO (que) NÃO É TÃO MAU COMO O PINTAM” !
Polybio Serra e Silva
Por nos parecerem pertinentes, e talvez ainda actualizadas, as afirmações que há vários anos publicámos, já não sabemos muito bem onde, “voltamos à carga”, defendendo a nossa dama, recordando o que então escrevemos:
“Que nos perdoem aqueles que, envolvidos na guerra das estatinas , são adeptos duma terapêutica agressiva do colesterol, se continuamos a hastear a bandeira da paz, reafirmando: ”colesterol em excesso mata … mas sem colesterol não há vida”! Não se pense, contudo, que somos “anti-estatina” pois entendemos até que a terapêutica com esta família de fármacos é insubstituível, mas é preciso saber quando e até quanto.
Passado meio século, recordamos que realizámos a nossa Tese de Licenciatura: O Laboratório no diagnóstico precoce da aterosclerose (Estudo comparativo das reacções de Kunkel-fenol e Burstein com a colesterolemia e o lipidograma), impossibilitados de consultar a Medline ou a Internet, que na altura ainda não estavam disponíveis, só conseguindo 33 referências bibliográficas, das quais 7 em português. Hoje conseguiríamos mais de 33 mil !
Mas mesmo nesse remoto tempo, em 1958, não obstante a carência de referências bibliográficas, como escrevemos na nossa Última Lição, já “ para alguns autores, o colesterol era um dos factores de risco, da aterosclerose, da trombose, enquanto outros o negavam categoricamente, e no meio, por sua vez, os que, cautelosa e eclecticamente, tomavam a cómoda posição do talvez”. Demos então, como também aí escrevemos, o nosso parecer ao dizer que “podemos lucrar, tendo cuidado em rastrear o colesterol elevado”. Mais tarde, 1972, em Tese de Doutoramento: Aterogénese experimental no rato - contribuição para o estudo de um modelo dietético, escrevemos também: “… a doença cardio-reno-vascular é uma doença da parede arterial de etiologia polifactorial em que, entre os demais, sobressaem como factores principais, quase taco a taco, o tabaco, e porque não a hipertensão. Mas à cabeça do rol, indiscutivelmente, o colesterol. E, ao olhar para trás, para o meu tempo de rapaz, noto uma diferença abissal…O que então era simples convicção hoje é certeza real: o colesterol é factor causal da doença arterial!”
Parece-nos que hoje já ninguém toma a referida “ cómoda e ecléctica posição do talvez”.
Mas toda a medalha tem anverso e reverso e, ao recordarmos que o recém-nascido tem um colesterol plasmático que oscila entre 50 e 75 mg/dl, pensamos que, provavelmente, este será o limite de saturação dos receptores específicos das LDLC e, portanto, abaixo destes níveis teremos que ter em atenção as hormonas esteroides e as membranas celulares.
Porque não há dúvida, sabemo-lo perfeitamente, o colesterol e os seus derivados são fundamentais para a produção das hormonas e imprescindíveis na formação das membranas celulares e na produção da vitamina D, essencial no metabolismo do cálcio que, por sua vez, é importante na formação, conservação e regeneração do osso, o que significa que sem colesterol a vida humana não é possível.
Mas depois desta sua função fundamental para a vida, depois de viajar pelo fígado e tecidos, o excesso de colesterol deve ser reduzido, sem o que… pode matar.
“Reduzir o colesterol até quanto?” é uma frequente e pertinente questão, para a qual, há muitos anos, pedimos resposta em todas as reuniões médicas em que debatemos tal assunto e que é recentemente formulada, por Vaz Carneiro, no decorrer do XII Encontro Internacional de Angiologia e Cirurgia Vascular, em Dezembro de 2004, onde apresentou uma comunicação sobre “Controlo dos factores de risco cardiovascular”.
As respostas a tal pergunta, baseadas habitualmente nas mais recentes Guidelines, nem sempre nos convencem, principalmente quando emitidas pelos radicalistas que chegam a perguntar ao expert em lipidologia : - posso tentar reduzir os valores do LDLC para baixo dos 50 mg/dl ?, questão à qual o interpelado responde: - lá tentar pode tentar mas, como o organismo não é estúpido, certamente não vai obedecer! .
E é, na verdade, neste mecanismo de defesa que nós confiamos.
Estamos perfeitamente convencidos de que um doente receberá muito maior benefício com uma redução modesta, mas simultânea, de vários dos seus factores de risco, do que com a descida, até à exaustão, de um só deles, isoladamente.
Por tal razão julgamos muito importante a prática rotineira da determinação do Risco Cardiovascular Global (RCG) de forma a podermos, usando como variáveis, a idade, o sexo, o tabagismo, a pressão arterial sistólica e o colesterol total, avaliar o risco do aparecimento dum evento cardiovascular agudo, nos próximos 10 anos, duma forma global e integradora em todos os seus aspectos e diversas contribuições, pois só assim se poderão definir prioridades.
A nossa experiência, bebida no tratamento estatístico dos resultados obtidos nos Rastreios efectuados pela Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia ( FPC), com Luiz Santiago e Aurora Branquinho, já nos permitiu dizer que “ nos nossos rastreados existe uma elevada prevalência dos factores de risco da doença cardiovascular ( DCV) e uma baixa percentagem de indivíduos em terapêutica o que nos levou a chamar a atenção para a importância de campanhas de informação, sensibilização e intervenção, em factores de risco para DCV, no grande público e, também, nos Agentes de Saúde”.
Com o emprego das Tabelas de avaliação do RCG a 10 anos começamos a considerar de grande importância dar atenção ao Risco Moderado, pela possibilidade de intervir numa situação imediatamente anterior ao Risco Alto, que já justifica intervenção farmacológica, enquanto o Risco Moderado poderá passar a Ligeiro com a simples intervenção em estilos de vida saudável, no tocante à alimentação e actividade física, bastando muitas vezes uma redução de 5% no peso para normalizar os diversos parâmetros alterados.
Por outro lado, e uma vez que o estudo comparativo que fizemos, entre a II Task Force e o Score. nos mostrou um maior número de indivíduos em Alto Risco, quando avaliados por esta última Tabela, continuamos a insistir na necessidade duma maior sensibilização das populações para a prática do estilo de vida saudável mas perguntamo-nos, também, nestes casos, se não devemos, mais precoce e agressivamente utilizar, quando justificada, uma terapêutica farmacológica preventiva.
Estas as razões porque fazemos nossas, por virem ao encontro daquilo que sempre temos dito, as palavras de Vaz Carneiro que, respondendo à tal pergunta que sempre tanto nos preocupou: “ reduzir o colesterol até quanto?”, disse que ” uma das prioridades na avaliação da DCV é a identificação do doente de médio e alto risco” e que “ se um doente apresenta médio ou alto risco cardiovascular, depois da avaliação quantitativa dos factores de risco, nele presentes, deverá ser rigorosamente estratificado o seu risco individual, avançando-se para uma intervenção terapêutica, mas só nos casos em que isso efectivamente valha a pena”.
Assim, no que respeita à prevenção secundária não se colocam quaisquer dúvidas, sendo obrigatório actuar farmacologicamente, mas no tocante à prevenção primária muitos problemas se levantam, pelas consequências clínicas e pelo impacte fármaco- económico.
Devemos ter sempre em conta que o colesterol é pouco relevante, se pensarmos em doença cerebrovascular ou arterial periférica, mas assume grande importância em termos de doença coronária.
Então, “ reduzir o colesterol até quanto?”
Parece-nos que, para responder a esta pergunta, há que pensar que existem dois diabos de colesterol: um mau (LDLC) e um bom (HDLC), e que o mau ainda é pior quando as partículas LDLC, que o constituem, são pequenas e densas (padrão B), sendo, por isso, mais aterogénicas e, por outro lado, recordar, também, com Castelli, que a síndroma lipídica constituída por aumento dos triglicerídeos associado a valores baixos de HDLC é mais gravosa para a parede arterial do que a hipercolesterolemia pura, até por ser mais frequente, levando-nos à obrigação de reduzir os trglicerídeos para valores da ordem dos 150 mg/dl, onde parece que as LDLC mudam de tamanho e densidade (virando fenótipo A), o que as torna menos aterogénicas.
Em nosso entender, portanto, para dar resposta a “reduzir o colesterol até quanto?”, julgamos ter de considerar duas questões:
HDLC quanto mais melhor?
LDLC quanto menos melhor?
No que respeita à primeira pergunta parece-nos que a já velha ideia, que sempre defendemos, de que um indivíduo com mais de 70mg/dl de HDLC está protegido pelo síndrome da longevidade, está cada vez mais reforçada com os resultados obtidos com o recombinante apo A1 Milano, que mobiliza rapidamente o colesterol e reduz as placas de ateroma, em animais, em apenas 48 horas, após uma única infusão.
No tocante à segunda questão, temos dificuldade em aceitar as conclusões do Estudo Avert, que nos fala duma nova era do LDLC quanto menos melhor, na medida em que acreditamos que valores destas lipoproteinas inferiores a 60-75mg/dl poderão pôr em perigo as membranas celulares e as hormonas esteroides.
Parece-nos contudo que, talvez mais do que especular até quanto reduzir o “diabo do colesterol”, será bem mais importante pensar no interesse da relação CT/HDLC na medida em que esta nos indica o patamar de equilíbrio entre a sobrecarga periférica em CT e a capacidade da sua depuração pelo organismo, permitindo a identificação dos indivíduos que se pensava estarem isentos de risco, por serem portadores dum CT relativamente baixo, e os que, por possuidores dum HDLC elevado, não obstante apresentarem níveis de CT relativamente altos terem, afinal, um risco moderado ou baixo, o que acontece quando o Rácio CT/HDLC < 5.
Tudo isto, afinal, para dizer que o médico, ao ter que tomar a atitude de prescrever um hipolipemiante, deve estar bem alicerçado na certeza de que ele se justifica, na medida em que tal prescrição será para toda a vida, com as repercussões que se adivinham e deverá, também, naturalmente, ter confiança no laboratório a que recorre que, por sua vez, se obrigará a fazer controlo de qualidade.
Parece-nos que, à luz dos conhecimentos actuais, ao perfil lipídico, para avaliação do risco cardiovascular, sugerido, em 2002, nas Recomendações da Sociedade Portuguesa de Cardiologia : doseamento do CT, HDLC e TG, já poderemos juntar o pedido do doseamento do LDLC, se determinado pelo método directo.
De facto, o NCEP diz que os métodos para a determinação do LDLC nunca devem ter um erro superior a 12%.
Acontece que a fórmula de Friedewald, método que até à data tínhamos à nossa disposição para o doseamento do LDLC, não cumpre as especificações do NCEP, na medida em que nos dá um E. total >12%.
O método directo LDL colesterol Plus, actualmente já à disposição dos técnicos de laboratório cumpre, esse sim, as especificações do NCEP, na medida em que nos dá um E. total << 12%.
A esta lista deve o clínico juntar o pedido da glicemia em jejum, para detectar um possível diabético que, à partida, é já um doente de Alto Risco, e as provas hepáticas, não esquecendo a CPK para possível controlo futuro de uma terapêutica com estatinas.
Deve, também, ter em conta os restantes parâmetros exigidos pelas Tabelas de determinação do Risco Cardiovascular Global.
A terminar, e uma vez que, há meio século, a nossa grande preocupação tem sido sempre a Prevenção Vascular e, por isso mesmo, naturalmente também os valores do colesterol, gostaríamos de não deixar dúvidas quanto à nossa maneira de estar perante a possível necessidade duma terapêutica redutora dos níveis do colesterol sérico: teremos que actuar com bom senso e, muito embora tendo a certeza de que o colesterol é um mafarrico que nos pode matar, devemos ter presente, como afirma a sabedoria do nosso povo que, muitas vezes, ” o diabo não é tão mau como o pintam” !